Ao apresentar pela primeira vez seu novo filme, “Era Uma Vez em… Hollywood“, Quentin Tarantino foi aplaudido durante seis minutos no Festival de Cannes esta semana. Seu novo longa conta a história de um ator e seu dublê (Leonardo DiCaprio e Brad Pitt) que farão de tudo pelo sucesso em Hollywood. A história se passa em 1969, mesmo ano dos assassinatos de Charles Manson, que matou a esposa grávida do diretor Roman Polanski, Sharon Tate (Margot Robbie).

Trailer de “Era uma vez em… Hollywood”

+ Sobre o crime de Manson…

Em linhas gerais, podemos resumir o brutal crime de Manson da seguinte forma: Charles Manson acreditava que haveria uma guerra racial, donde os negros venceriam. Sendo assim, ele e alguns amigos – manipuladíssimos por Manson -, começam tal “guerra” para incriminar a comunidade negra, “Os Panteras Negras“.

Em 9 de Agosto de 1969, em Cielo Drive, alguns capangas de Manson, sua “família”, adentram a casa de Roman Polanski – que na época estava a gravar “O Bebê de Rosemary“, tornando a história mais macabra -, e assassinam Sharon Tate, esposa de Polanski e promissora atriz, e alguns amigos seus com requintes de crueldade. Tate estava grávida de oito meses, quando recebeu inúmeras estocadas em sua barriga. Uma cena chocante! Na noite seguinte, os mesmos capangas de Manson invandem a casa de Leno LaBianca, assasinando ele e sua esposa. Os crimes da “família” Manson ficaram conhecidos como caso Tate-LaBianca.

Charles Manson e Sharon Tate.

O filme chegará em Agosto aos cinemas. Vale a pena conferir o nono filme de Tarantino!