A petição online criada por internautas para impedir o fechamento ou transferência da ANCINE (Agência Nacional de Cinema), já conta com mais de 6 mil assinaturas. O abaixo-assinado foi feito, na última sexta-feira (26), após as declarações do Presidente Jair Bolsonaro, dizer durante uma transmissão no seu perfil do Facebook que estaria “empenhado em fechar a Ancine”.

O comunicado do presidente realizado durante a comemoração dos 200 dias de governo, ele fala a respeito de transformar a Ancine em uma secretaria subordinada do governo. Ainda durante a transmissão ele diz que pretende impor um “filtro” cultural para filmes que possuem financiamento do dinheiro público e expõe sua opinião sobre a produção do filme brasileiro titulado como “Bruna Surfistinha”.

A petição criada no site Avaaz.org, tem como titulo “ANCINE: pelo NÃO fechamento NÃO transferência”, é destinado a colher assinaturas e pretende alcançar a meta de 7.500 pessoas. Até o momento que essa matéria estava sendo escrita, a petição já contava com 6.225 assinantes, mas os números mudam minuto a minuto. 

Na descrição das informações contidas no portal, que foram criadas pelo perfil  de uma mulher, citam que o tal discurso do presidente trata-se de uma “censura” para aprovações de obras culturais. 

“O atual governo de Bolsonaro assinou um decreto onde transferiu o Conselho Superior de Cinema do Ministério da Cidadania para a Casa Civil. 

Segundo o próprio presidente, a ideia é criar um “filtro” (nome disfarçado de censura) para a aprovação de outras obras audiovisuais. Esse “filtro” barraria filmes como Bruna Surfistinha e outros que tenham conteúdo considerado inapropriado pela nova censura. Além disso, disse que não admitira que o dinheiro público fosse usado na produção dessas obras.

Caso esse filtro não seja obedecido, ele ameaça fechar a Ancine. Isso não é democracia, nem liberdade de expressão. É censura” concluiu.

Veja também: IT: A Coisa 2 | Terá quase três horas de duração e promete surpreender