A Disney anunciou recentemente que seu serviço de streaming Disney + custaria cerca de US $ 6,99 por mês (ou R$ 30 pela cotação direta, sem impostos). Nas últimas semanas durante um evento, a produtora anunciou que haverá um pacote por US$ 12,99 (R$55 na cotação direta), com Hulu e ESPN +. A partir daí, começou a se especular uma grande concorrência para a gigante do streaming Netflix.

Stranger Things/ Netflix

Mesmo que em terras tupiniquins o preço do Disney + seja mais “salgado” que o da Netflix, isso não deve atrapalhar. Ademais, temos que entender o contexto do streaming atual. Quando a Netflix surgiu no mercado, praticamente não havia competição entre serviços. Conforme a plataforma foi crescendo, chegaram outros concorrentes, tais como a Amazon Prime e o HBO GO. Embora estes não fossem proporcionais na quantidade de conteúdo, muitos migraram de plataforma.

Obviamente, o Disney + vem recheado de conteúdos incríveis. Com conteúdos da Marvel, Fox, Star Wars e da Pixar, a Disney tem um vasta gama de possibilidades. Isso seria uma vantagem para o serviço, visto que ironicamente as séries da MarvelFlix foram canceladas. Então, mesmo que a Netflix aumente consideravelmente o nível de suas produções, ainda assim será difícil competir com o serviço do Mickey.

A Dama e o Vagabundo/ Disney+

Podemos citar também o poderio financeiro, visto que a Disney tem muito potencial nesse quesito. A Netflix ficaria atrás, por mais que custo de produção não seja igual à qualidade do material final. A prioridade passaria a ser as produções originais, mais centrada nas séries, que ainda envolvem o público geral. Porém, voltamos a discutir no potencial de conteúdo que o Disney + irá oferecer. São séries do MCU, produções de Star Wars, animações em live-action, sem citar ainda os novos conteúdos exclusivos. Fora isso, em um pacote mais caro, ainda terá um conteúdo esportivo (ESPN +) e um conteúdo focado em séries mais sérias e para maiores (Hulu).

Sendo assim, só podemos esperar e vermos o que acontecerá. É claro, que principalmente no Brasil com a alta do dólar, alguns ficarão relutantes em fazer a migração de serviços. Porém, com a alta da demanda de conteúdos, esse jogo pode mudar, com maior concorrência e mais conteúdo para os fãs de ambos os serviços!

E você, fã do Cinerama, acha que o Disney + superará a Netflix?