A atriz Jennifer Aniston, a eterna Rachel Green de “Friends” (1994), criticou os filmes do Marvel Studios, afirmando que os mesmos, assim como outros fatores, a levaram a voltar para a produção de conteúdo voltado para a televisão. O estúdio, em sua opinião, está saturando a indústria cinematográfica como um todo.

Foi só nos últimos anos quando os serviços de streaming começaram a melhorar na qualidade [dos produtos] que eu realmente comecei a pensar ‘Nossa, é melhor do que eu acabei de fazer’. E aí você vê o que está disponível [nos cinemas] também está diminuindo e diminuindo aos poucos, em termos de grandes filmes da Marvel [por exemplo].” afirmou a atriz em entrevista a Variety.

A atriz divulgando seu último filme. “O Globo”.

Aniston também afirmou que “as coisas que não me chamam para fazer, ou que são interessantes, se baseiam em viver em tela verde”. “Na verdade, eu realmente não tenho interesse em viver em uma tela verde. Apenas acho que seria ótimo entrar no cinema, ficar confortável. Devemos ter um recomeço.“.

Quando a entrevistadora disse que o cinema mudou radicalmente nos últimos tempos, a atriz concordou: “Mudou muito! Acho que adoraríamos ter a era de Meg Ryan de volta. Acho que seria ótimo apenas ir a um cinema e me sentar confortavelmente”. Aniston afirmou, ainda, que “Precisamos de uma reinvenção“, citando longas que teriam chances de salvar o cinema, como Laços de Ternura (1983), Jovem Frankenstein (1974) e Banzé no Oeste (1974).

O próximo lançamento da atriz será “The Morning Show“, com estreia no próximo mês no serviço de streaming Apple TV Plus.

Fonte: Omelete