Jared Leto tentou barrar produção do novo Coringa

Ator se sentiu frustrado por não continuar interpretando o personagem

0

Há um tempo, informações apontaram que Jared Leto (“Réquiem para um Sonho“) se sentiu decepcionado por não ter participação em “Coringa” (2019), estando ausente do projeto de Todd Phillips (“Se Beber, Não Case!“) e Joaquin Phoenix (“Gladiador“), além de ter sido tirado de futuros projetos da Warner Bros, como “Aves de Rapina: Arlequina e sua Emancipação Fabulosa” (2020). Agora, um relato do The Hollywood Reporter aponta que o astro, vencedor do óscar por “Clube de Compras Dallas” (2013), tentou também prejudicar a produção do novo longa do palhaço do crime e impedir sua aprovação pelos executivos da Warner.

As informações dizem que Leto tentou convencer a Warner a cancelar o projeto sobre as origens do Coringa, além de constantemente reclamar à Creative Arts Agency (CAA), sua agência de gerenciamento, sobre seu descontentamento com a produção. O ator supostamente teria afirmado que não estava recebendo o tratamento adequado para um vencedor do óscar.

Batman-News.com“.

O ator rompeu com a CAA e fez um acordo com seus concorrentes, a agência WME , o que ele afirma, ao Hollywood Reporter, não ter ligação com seu descontentamento com o Coringa. Para completar, Leto também pediu ao empresário do ramo musical Irving Azoff, responsável por sua carreira neste campo, para entrar em contato com os chefes do estúdio, pedindo o cancelamento do projeto.

Leto iria, inicialmente, estrelar e produzir um filme do personagem, que acabou sendo cancelado por conta do reboot de “Esquadrão Suicida” (2016), dirigido por James Gunn (“Guardiões da Galáxia“) e pelo próprio filme estrelado por Phoenix.

Coringa” foi aplaudido por 8 minutos seguidos no Festival de Veneza, onde recebeu o Leão de Ouro, prêmio máximo do evento. O filme tem colecionado tanto críticas positivas quanto negativas, além de diversas polêmicas nas redes sociais, mas já se estabelecendo como uma das maiores produções de 2019.