Coringa | Bilheteria do filme ainda cresce e já ultrapassa $900 milhões

0

Não é exagero dizer que Coringa foi uma das maiores surpresas do ano. O filme estreou seguindo diversos desastres produzidos pela Warner com base no universo DC, incluindo uma recente interpretação do mesmo personagem por outro ator. Além disso, o longa prometia seguir um rumo completamente independente, sem prestar contas a qualquer material anterior a ele.

Toda a incerteza, porém, se dissipou quando o público foi aos cinemas. O filme se provou um sucesso logo nas primeiras semanas, com diversos elogios à brilhante atuação de Joaquin Phoenix e à crueza na abordagem de temas como saúde mental, mídia e violência. Acompanhando os elogios, estavam os números. Coringa superou os $785 milhões de Deadpool 2, tornando-se a maior bilheteria da história para um filme +18.

Coringa | Bilheteria do filme ainda cresce e já ultrapassa $900 milhões
Warner Bros.

O que já era uma enorme conquista, se tornou ainda mais impressionante. Segundo o site The Hollywood Reporter, o faturamento da produção (que custou apenas $60 milhões) já ultrapassou os $900 milhões (mais de R$3,5 bilhões). Essa marca consolida Coringa como o quarto filme mais rentável da DC, atrás somente de O Cavaleiro das Trevas ($1 bilhão), O Cavaleiro das Trevas Ressurge ($1,08 bilhão) e Aquaman ($1,14 bilhão).

Confira também: Esquadrão Suicida | Revelado visual alternativo do Coringa de Jared Leto

O sucesso do filme revela uma Warner que, aos poucos, descobre a identidade da DC Comics nos cinemas. Há anos fãs sugerem que o estúdio abandone a ideia de um universo compartilhado e concentre seus esforços criativos em histórias fechadas, como muito foi feito nos quadrinhos. No fim das contas, acatar a sugestão não parece ter sido má ideia.