Indicação | Klaus (Netflix) para quem adora animações

0

O que você espera de um filme?

Sergio Pablos trabalhou em mais de 14 animações fazendo parte da produção ou da equipe de apoio. Esfolando-se em departamentos técnicos.

Se você não reconhece o nome, saiba que ele ganhou notoriedade principalmente após ter um roteiro produzido e bem aceito pelo público (nada menos que o “Meu Malvado Favorito” de 2010) e outro que é bom, mas não conquistou tantos fãs (Pé Pequeno de 2018), em ambos trabalhando também como produtor executivo.

Agora ele resolveu dirigir a sua primeira animação e, honestamente, o resultado rivaliza com as melhores do gênero.

Klaus é um filme produzido pela Netflix, com elenco de peso, lindas imagens, roteiro agradável e direção de primeira categoria. Não deve em nada para os clássicos e pode fazer você se divertir muito.

Klaus, uma animação de Natal que não fica na mesmice

Filmes natalinos causam arrepios e preguiça em muitas pessoas.

Sabemos que o roteiro tentará passar uma mensagem mastigada, sabemos que haverá muita água com açúcar, personagens perfeitos, arcos dramáticos sem qualquer drama, além de histórias sem surpresas e, portanto, sem emoções.

Aí vem Klaus, pega todas essas verdades, mas consegue encaixar, costurar, dar ponto, de uma forma tão única e gostosa de assistir que encanta. Mesmo reconhecendo que tudo acabará bem, você ainda se emociona com o desenvolvimento da narrativa.

Eu estou escrevendo para quem gosta de animações

Pegue o seu filme preferido da Disney ou da Pixar e procure listar o que faz você gostar dele.

São arcos interessantes? Feitos para colocar camadas nos protagonistas e antagonistas, deixando que tudo fique em um lugar comum, reconhecível, ao mesmo tempo em que apresenta coisas novas? Klaus tem.

São atores e atrizes consagrados? Que já ganharam o mercado, dominaram certos nichos e ao reconhecer a voz deles (e até certos trejeitos e vícios de expressão) esses nomes dão mais cor aos personagens? Klaus também tem.

São as animações belíssimas, bem compostas, com cenas fugindo do clichê, desenvolvidas em estilo único? Ou então opções de enquadramento que trazem saudosismo, ao mesmo tempo que apresentam recursos narrativos interessantíssimos e subtextos visuais? Bem, Klaus também tem.

Klaus é uma animação é completa, você reconhecerá no filme uma excelente história

Não há surpresas no roteiro, embora ele ainda faça você se emocionar com certas mudanças e certas características no perfil das personagens. Mas essa falta de “Pontos de virada inovadores” não tira qualquer mérito do todo, pois, como eu disse, a beleza está na junção de todas as coisas.

É a forma como o filme amarra tudo que vai atrair você.

As coisas estão todas ali, tudo o que é esperado, o que é aceito, o que faz parte da categoria “filmes de natal”, mas é esse pegar do kit completo e apresentar de uma maneira tal que fique belo, diferente e agradável.

Assuma, não há novidades em Toy Story também, mas mesmo assim, você assistiu e assistirá até o final.

Klaus pode não virar o novo grande sucesso comparável com os filmes imortais da Pixar, mas certamente ele foge do estereótipo filmes esquecíveis que são lançados no final do ano.

Cinco estrelas dadas com gosto.

Abaixo deixo o trailer e o link para a página com os detalhes técnicos e a equipe presente no elenco, menção especial para J.K. Simmons e Rashida Jones.

Página do filme no IMDB

Caso queira acompanhar o que eu escrevo além das publicações aqui no Cinerama, deixo o convite para que você me siga no Instagram. De qualquer forma, muito obrigado pela leitura.

Se quiser indicar filmes, fazer reclamações, discordar, concordar ou apenas bater um papo, basta deixar o seu comentário na publicação do Facebook, estou sempre olhando lá.

Trailer:

100%
ótimas histórias merecem nota 5

Uma história de qualidade é construída sobre fundações sólidas. Não é a invenção pura e simples o que vale, mas sim pegar o comum e fazer dele um arranjo único. Klaus conseguiu chegar lá.

  • Geral