Scorsese não recomenda que fãs vejam seus filmes em celulares

0

O Irlandês” estreou recentemente na Netflix, após uma breve estreia nos cinemas e já veio carregado de polêmicas. Muitos fãs reclamaram da duração do longa e optaram por assistir no celular, em partes.

Guias de como assistir surgiram e até inúmeros memes. Martin Scorsese, em uma entrevista, juntou -se as discussões e afirmou que não recomenda assistir ao filme e à outras obras de sua autoria em um celular.

Eu nunca pensei nisso. A verdade é que nunca pensei. Certamente, eu poderia dizer que nos últimos 20 anos, fiz filmes para a televisão e para os cinemas. Nunca os fiz para celulares. Nem sei como fazer. Eu gostaria, mas não sei. Sinceramente não entendo.” afirmou o primoroso cineasta.

Scorsese disse ainda: “Bem, eu recomendo que, caso queiram assistir aos meus ou à maioria dos filmes, por favor, não assistam no celular. Por favor! Num iPad grande, talvez.”.

“The Hollywood Reporter”

Os efeitos especiais necessários para o filme aumentaram em muito seu orçamento, sendo este o mais caro do diretor e custando, segundo o Collider, U$$ 160 milhões. DeNiro irá ser rejuvenescido, pois segundo Scorsese, o intuito do filme é narrar os acontecimentos “do ponto de vista de caras mais velhos olhando pro passado, nada de correria.”

Uma das produtoras do longa, Jane Rosenthal (“Máfia no Divã“), disse ao Deadline que “O Irlandês” será menos intenso visualmente que outras produções de Scorsese, pois seu objetivo é retratar homens arrependidos com as decisões que fizeram somente em seu favorecimento e em detrimento de suas famílias.

O Irlandês” é uma adaptação do livro “I Heard You Paint Houses” (2003) de Charles Brandt e uma ambiciosa junção entre os três maiores atores dos filmes de máfia da história: DeNiro, Al Pacino (“Um Dia de Cão“) e Joe Pesci (“Casino“), com 3 horas e 30 minutos de duração, sendo o filme mais longo do cineasta.

O Irlandês” tem direção de Scorsese e roteiro de Steven Zaillan, já estando disponível na Netflix. O longa conta a história do veterano de guerra Frank Sheeran (DeNiro), assassino profissional ligado a máfia e ao assassinato do líder sindical Jimmy Hoffa (Pacino).

Fonte: Observatório do Cinema